Crítica - IT: Capítulo Dois

Crítica | IT: Capítulo Dois  

Publicado em  05/09/2019 às 21:10 por Elivan Sousa

A sequencia perde o folego em seu último ato.

Sinopse

Como a cada 27 anos o mal revisita a cidade de Derry, Maine, IT: A Coisa – Capítulo 2 traz os mesmos personagens – que há muito tempo seguiram seus próprios caminhos – de volta como adultos, quase três décadas depois dos eventos do primeiro filme.

A direção ficou a cargo de Andy Muschietti responsável pelo primeiro filme "IT – A Coisa" que faturou mais de US$ 700 milhões globalmente se tornando assim o filme de terror de maior bilheteria de todos os tempos. Como não esperar por uma continuação tão boa quanto, mais foi uma decepção, pois o filme fica muito a quem do primeiro, de forma cansativa e morna.

O roteiro ficou a cargo de Gary Dauberman responsável por ("IT – A Coisa", "Annabelle: A Criação do Mal"), um ótimo currículo desperdiçado nesta trama, sem emoção e voracidade ao qual Gary já nos proporcionou.

VEREDITO

O filme nos proporciona bons sustos e algumas risadas ao longo da projeção, mais sua direção e roteiro,  torna nossa imersão cansativa, em flash back rotineiros e desnecessários. A trama não empolga e parece se estender por de mais, falta uma linha linear e ambientada no presente, esperamos muito para pouco, poderia ser sim, um novo sucesso, uma nova quebra de recorde, mais o filme não consegue manter a chama acesa e vai se apagando ao longo de cada ato.

NOTA: 8

OS + AGUARDADOS

Contato

contato@cinetreze.com

Siga-nos